Q

Formação continuada é essencial para melhorar a prática docente e a aprendizagem dos alunos

PUBLICADO EM November 5, 2020

Professor precisa se atualizar e buscar novos conhecimentos e estratégias para proporcionar experiências que sejam significativas para os estudantes

Ter domínio do conteúdo da disciplina, paixão por ensinar e capacidade de encontrar diferentes estratégias para promover a aprendizagem são fatores fundamentais para que os professores e professoras consigam despertar a atenção e o interesse dos estudantes e engajá-los no processo de ensino e aprendizagem.

Mas tudo isso não é suficiente. Um saber que combina conhecimentos e conteúdos à didática e às condições de aprendizagem de diferentes faixas etárias e gerações de estudantes é algo dinâmico, que precisa ser constantemente revisitado e aperfeiçoado.

Essa atualização ganha ainda mais relevância frente à revolução digital que está acontecendo, que modifica não só os recursos, as relações e os ambientes de aprendizagem, mas o próprio papel do professor e do aluno. Os professores necessitam de capacitação permanente, que inclua reflexão e problematização sobre as suas práticas, compartilhamento de experiências e construção de novos conhecimentos.

Um dos principais desafios hoje — em que as informações são acessíveis a todos, em qualquer lugar e a qualquer momento — é superar o modelo tradicional de educação, no qual o professor é detentor do conhecimento e o aluno recebe passivamente os conteúdos que lhe são transmitidos. Aí entram em cena as metodologias ativas, como a sala de aula invertida e a aprendizagem baseada em problemas, que colocam o estudante no centro do processo de aprendizagem e como protagonista na construção do seu conhecimento.

Outra questão que tem sido tema de cursos de formação de professores é o uso de recursos tecnológicos na educação, o que foi impulsionado fortemente pela pandemia. Ensino híbrido, plataformas e ferramentas digitais podem potencializar a aprendizagem, aproximar a escola dos alunos e proporcionar vivências mais significativas.

Além de metodologias ativas e a tecnologia na educação, assuntos como personalização do ensino, inclusão e diversidade, desenvolvimento de competências e habilidades e as mudanças trazidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) também têm estado na pauta do debate atual.

Assim como os outros profissionais, os professores não podem parar de aprender e de se atualizar. Realizar cursos livres, de extensão ou de especialização, assistir palestras, participar de grupos de estudo e cursar formações a distância são algumas das maneiras do professor aperfeiçoar sua prática docente e favorecer a aprendizagem dos estudantes, contribuindo assim para a melhoria da qualidade da educação no país.

Compartilhe