Q

Trabalhos em grupo favorecem o desenvolvimento de valores fundamentais para a vida social

PUBLICADO EM October 28, 2020

Participação ativa, comunicação, colaboração, tolerância e respeito às diferenças são algumas das habilidades exercitadas; prática também auxilia e potencializa a aprendizagem

Os projetos educacionais que envolvem atividades em grupo são importantes para que as crianças e os adolescentes desenvolvam habilidades essenciais para a sua formação como estudantes e futuros cidadãos. A participação ativa, a comunicação, a colaboração, a cooperação e a tolerância, trabalhadas nas atividades em equipe, são competências que serão demandadas não apenas futuramente, no mundo do trabalho, mas em todos os aspectos da vida social.

Durante os trabalhos em grupo, os alunos têm a oportunidade de expor suas ideias, desenvolver a capacidade de argumentar, praticar a escuta dos colegas e o respeito pelas diferentes opiniões e chegar a um consenso. As trocas de experiência e visões distintas ajudam a conhecer outros pontos de vista e formas de pensamento e proporcionam a construção coletiva do conhecimento, favorecendo a aprendizagem.

O professor deve mediar o processo, tendo clareza de seus objetivos e metas. A ele cabe promover a interação de todo o grupo e garantir que todos participem. O educador também pode estimular a convivência de alunos não tão próximos e a alternância de parceiros, de modo a propiciar novas relações e levar os estudantes a experimentar papéis distintos. A ideia é que o grupo colabore e seja potencializador da aprendizagem de cada aluno.

Um cuidado que o professor deve ter é observar se as singularidades e diferenças entre os alunos estão sendo respeitadas a fim de evitar que alguma forma de opressão ou bullying ocorra.

A expansão das mídias digitais e plataformas colaborativas também podem contribuir para as atividades em grupo. Um exemplo são os blogs colaborativos, em que os estudantes fazem postagens e compartilham conteúdos e comentários. As metodologias ativas nas propostas de trabalhos em grupo, como sala de aula invertida e aprendizagem por projetos e resolução de problemas, favorecem ainda o engajamento e o protagonismo dos estudantes.

Compartilhe