Entenda a importância do livro didático para um ensino democratizado - BEĨ Educação
    Array
(
    [0] => :
    [1] => 
    [2] => beieducacao.com.br
    [3] => entenda-a-importancia-do-livro-didatico-para-um-ensino-democratizado
    [4] => 
)
  
Q

Entenda a importância do livro didático para um ensino democratizado

PUBLICADO EM February 22, 2022

Os materiais voltados para a educação são um instrumento fundamental para a orientação de estudantes e educadores

Dia 27 de fevereiro é comemorado o Dia Nacional do Livro Didático, material que é um dos principais recursos da educação de hoje. A data homenageia os esforços destinados à construção de um ensino democratizado.

Em 1937, por meio do decreto de lei nº 93, era criado o Instituto Nacional do Livro, que se dedicava a ampliar o acesso ao conhecimento e à leitura no Brasil, historicamente limitado e restrito às elites econômicas.

Atualmente, essa proposta é traduzida pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), responsável por distribuir obras de fim educativo à rede pública e às instituições sem fins lucrativos ligadas ao poder público. Nesse contexto, entende-se que o material didático é essencial para uma educação de qualidade.

A importância de obras voltadas à educação

Por meio de materiais didáticos, o processo de ensino é facilitado: tanto educadores quanto estudantes podem se orientar ao consultá-los. “Quando falamos no uso do livro didático para a facilitação do processo de ensino-aprendizagem, estamos falando de algo que se configura como uma ferramenta potente neste processo, trazendo propostas e ideias ao educador, como sequências didáticas que serão essenciais para que o estudante consiga alcançar os objetivos propostos pelos educadores,” afirma Débora Hack, coordenadora de Projetos Educacionais da BEI Educação.

Neste sentido, sobretudo na rede pública, os materiais pedagógicos de qualidade atuam de maneira a democratizar o conhecimento. Independente da renda familiar, crianças e adolescentes, por meio de livros didáticos, têm acesso aos mais variados conteúdos, dispostos de forma contextualizada e preocupada com a formação cidadã. Segundo Débora, utilizar os mesmos materiais para a rede pública e privada reduzem a desigualdade entre elas, tão significativa no Brasil.

A vida escolar do estudante vai muito além de conseguir boas notas, saber realizar cálculos complexos e escrever dissertações, apesar de esses saberes e conquistas serem essenciais. No ambiente de ensino e aprendizagem, o estudante deve se sentir valorizado, e, acima de tudo, protagonista de sua evolução. O livro didático, assim, é indispensável para a construção de conhecimentos que carregam significados e propósitos.

 

Compartilhe